Cotidiano

Como está o investimento na sua carreira?

prosperidadeAntes de começar esse post, quero que você se pergunte e seja extremamente sincero(a):

Eu tenho satisfação em realizar as minhas atividades profissionais?

Esse autoconhecimento é muito importante, pois a nossa carreira só evolui e alcança prosperidade quando acreditamos nela. Acreditamos de verdade.

E quando falo em prosperidade, não falo de grana, status e fama, falo de algo muito importante, mas que tem pouca evidência nesse nosso modelo de mercado: o respeito.

Veja as capas de revistas – principalmente as do mundo dos negócios – a maioria será com CEOs que têm salários exorbitantes, com empreendedores que lucraram milhões etc.

Essa é uma imagem preconcebida do sucesso. E ela vende.

Mas a que custo?

Será que eles fazem o que amam ou trabalham apenas por números?

Recursos financeiros são necessários e merecidos para todos os profissionais, mas quando eles passam a ser o foco, o único objetivo, a virtude se perde.

Nesses meus mais de 10 anos de carreira, todos os managers que conheci e que estavam no “topo”, eram infelizes. Todos.

Muitos eram alcoólatras, usavam drogas, tinham depressão e afins. Por quê? Pois atuavam de forma antinatural e tentavam se enganar dizendo que esse era o caminho certo, o melhor caminho.

Não faço julgamentos de valor. Só conto para você, meu amigo, minha amiga, o que eu não quero para a minha vida e para a minha carreira.

Alguns dirão que virtude é uma característica dos paladinos nos jogos de RPG. Eu digo que é possível ter um dia a dia profissional baseado nela.

E o investimento na carreira?

Sim, claro, voltemos a ele.

Investir na carreira é empregar conhecimentos, habilidades e ações a fim de que a percepção de valor da nossa marca seja sempre positiva.

É o segundo passo da prosperidade na carreira – o primeiro, como foi dito, é acreditar, de fato, nela.

Para isso é preciso entender um pouco do mercado.

Independentemente da sua área de atuação, vivemos em um momento de hiperconexão em que muitas das nossas tarefas cotidianas passam pela internet ou dependem exclusivamente dela para acontecer.

E o que as pessoas buscam na internet?

Conteúdos.

Sejam imagens, vídeos, artigos ou áudios, quando acessamos um site ou uma rede social, buscamos conteúdo para aquisição de conhecimento, lazer ou até mesmo para passar o tempo.

Então, nós profissionais, precisamos conhecer bem o nosso público e produzir conteúdos interessantes, novos e relevantes. Precisamos dialogar com as pessoas e criar interações de valor (networking). E com isso, conquistar o respeito e a cumplicidade do nosso público.

É conquistar a confiança. E isso não tem preço.

Compartilhar conhecimentos, para mim, é um dos caminhos mais eficientes para alcançar objetivos. E é ótimo, pois sempre aprendemos muito com os feedbacks.

Lógico que para esse processo dar certo, é preciso que atuemos com qualidade e autoridade, buscando fazer sempre o melhor.

Não adianta trabalhar a marca com esmero se os nossos produtos, serviços e postura forem meia-boca, não é?

Enfim, quem faz o que ama e ama o que faz não pensa como vemos exaustivamente por aí: “Odeio a segunda-feira”, mas sim encara o novo dia como uma nova oportunidade de enriquecer a carreira.

Concorda?

Até mais!

One Comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *