Literatura

Os escritores e o marketing de conteúdo

Quantas vezes nos pegamos com esse “problema”: publiquei um livro e ele simplesmente não vende.

Então, vários pensamentos nos vêm na cabeça:

  • Sou um fracasso
  • Meu trabalho é uma porcaria
  • Meu livro é ruim
  • Para vender somente sendo apadrinhado ou fazendo parte de panelinhas.

Natural nos sentirmos derrotados. Mas o caminho não é esse. É preciso ter a mente no lugar e analisar o que de fato está ocorrendo.

Um problema adequadamente diagnosticado está a caminho de ser solucionadoRichard Buckminster Fuller

Peça menos e ofereça mais

Uma das boas práticas que existe na publicidade e no marketing é oferecer conteúdos relevantes, exclusivos e originais para o público, no nosso caso, os leitores (os cativos e os prospects).

E como atuar para melhorar a visibilidade do meu livro?

Com criatividade!

O primeiro passo é reconhecer os pontos fortes e fracos do seu trabalho. A seguir, saiba com melhor precisão possível quem é o seu público-alvo. Por fim, desenvolva ações personalizadas. Os sites e as redes sociais são ótimos aliados para o sucesso da empreitada, pois nos aproximam das pessoas e criam possibilidades de interação e relacionamento.

Muitas vezes deixamos de vender porque nos tornamos inacessíveis. Pense nisso!

Crie uma comunicação gostosa, informativa e rica. Dê subsídios ao leitor para que esse comece a conhecer mais a fundo o seu trabalho, suas histórias e personagens. A venda depende dessa simbiose, de cativá-lo e torná-lo seu cúmplice.

Doe-se um pouco. O retorno vale a pena.

Muitas pessoas têm uma ideia errada sobre o que constitui a verdadeira felicidade. Ela não é alcançada por meio de gratificação pessoal, mas através da fidelidade a um objetivo que valha a penaHellen Keller

Quando outros falam do nosso trabalho o peso fica maior

Falar de nós mesmos funciona. Mas quando outra pessoa nos dá o seu “endosso”, funciona melhor ainda. Esse ato expande a percepção de valor da nossa marca, pois se alguém está disposto a investir tempo e recursos para falar de um livro, de um conto ou mesmo de um profissional, é porque há qualidade e relevância.

Por isso é muito gratificante quando o leitor relata as suas experiências com o nosso trabalho, seja numa resenha, numa mensagem ou na indicação dos nossos livros. Isso potencializa o marketing, aumentando a abrangência e diversidade de público.

Assim sendo, leitores, parceiros e companheiros de profissão, precisam ser cativados e cultivados com todo o carinho e respeito, afinal, muito da nossa prosperidade como escritores depende deles.

Vamos juntos fazer esse jardim de cultura e diversão florescer?

Até mais!

2 Comments

  1. Bem legal o texto. Hoje em dia, podcasts literários tem sido uma ótima vitrine também.
    Ainda estou tentando entender o que melhora em relação ao tamanho dos artigos. Sempre tenho a impressão que reviews de 300 palavras são “pobres”, geralmente, mas os ricos com mais de mil palavras costumam não ser lidos por preguiça dos usuários padrão da internet.

    Afinal, se acham que um texto de 4 parágrafos é “textão”, imagine as análises, hehe.

    Reply

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *