Cotidiano, Literatura

Somos nós que fazemos o mercado

Durante a minha carreira entendi que cada um é o responsável exclusivo pela sua jornada profissional. E aquilo que chega até nós – fracasso ou sucesso – depende exclusivamente da nossa postura, energia e ações.

Em momentos de fraqueza, cansaço ou mesmo desgosto, quando assumi uma postura derrotista, não conquistei nada: apenas nadei na lama que envolvia a minha mente. E engoli muita sujeira.

A culpa é do mercado instável.

Os clientes não entendem o valor das soluções propostas.

Fulano tem mais recursos.

As pessoas só se preocupam com aparências…

Ou seja, todos os fatores do MEU fracasso eram externos. Erro tolo de visão!

Mas necessário para a compreensão e evolução pessoal e profissional. Quem nunca ficou sufocado não entende como é importante respirar.

Motivação, concentração e movimento

“Creio muito na sorte. Quanto mais trabalho, mais sorte pareço ter.” – Ralph Waldo Emerson

Essa frase é perfeita! Sempre que desenvolvo um projeto e trabalho duro para fazer acontecer, ele tem resultados muito positivos.

autografoTaí a Série Tempos de Sangue que não me deixa mentir.

Eu vejo a prosperidade profissional como a soma de motivação, concentração e movimento:

  1. Não adianta investir energias naquilo que não nos motiva, que não temos tesão em fazer. Nunca conseguimos o pleno potencial assim.
  2. Mesmo motivados, se não nos concentrarmos e focarmos no desenvolvimento das soluções (livro, música, cálculos, trabalho com cães e afins) tudo se perde, tudo vira rascunhos esquecidos nos cantos. E, mesmo que vá para frente, teremos algo sem identidade, sem alma.
  3. E mesmo que o nosso projeto seja excelente, sem o movimento, sem as ações para dar prosseguimento, ele pode permanecer eternamente na “teoria”.

Experimentar, testar, errar, aprender, refazer, reestruturar e evoluir. Somente a dinâmica gera essas experiências que trazem o conhecimento necessário para desenvolver a nossa carreira.

E quanto mais profissionais com essa filosofia melhor! Quando mais pessoas buscando a qualidade e excelência, melhor!

Há espaço para todos. E só teme a tal concorrência quem não está seguro das suas próprias habilidades.

Fazer bem-feito só valoriza o mercado, a profissão, a área de atuação. Quando mais players trabalhando com esmero e com felicidade (sim, a felicidade é um fator esquecido no mercado atual, mas muito importante para a prosperidade), mais chances temos de conquistar novos e melhores patamares.

Você concorda?

Vamos juntos nessa!

Até mais.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *